Quem sou

Indo contra todas as estatísticas da periferia, a educação me permitiu sonhar um futuro diferente para mim.”

 

“Você é parente de algum político?”

“Sua família é dona de alguma empresa?”

“Você é casada?”

Essas são algumas das perguntas que Tabata Amaral ouve diariamente desde que foi eleita deputada federal com 264.450 votos em 2018 - a sexta mais votada do Estado de São Paulo. A resposta para todas as perguntas é não.

Tabata nasceu em 1993, filha de uma bordadeira e um cobrador de ônibus, e foi criada na Vila Missionária, bairro no extremo sul da capital paulista. Aos 11 anos, participou da 1ª Olimpíada Brasileira de Matemática para Escolas Públicas (OBMEP).

O bom desempenho nas competições de matemática fez com que o colégio Etapa lhe condesse uma bolsa de estudos em 2007. A escola chegou a se responsabilizar por sua estadia, alimentação e transporte, já que os pais dela não tinham condições de arcar com essas despesas.

Ao terminar o ensino médio, Tabata havia ganhado mais de 40 medalhas em competições de matemática e ciências, tendo integrado as equipes brasileiras e sido medalhista em 5 competições internacionais. Antes de dar aulas de química e astrofísica no colégio, ela iniciou seu ativismo pela educação em 2010, sendo uma das criadoras do projeto VOA! (Vontade Olímpica de Aprender). O VOA! prepara até hoje alunos de escolas públicas para olimpíadas científicas.

Meses depois de começar o curso de Física na USP, Tabata foi aceita com bolsas de estudo integrais em 6 universidades americanas. No segundo semestre de 2012, reiniciou sua graduação nos Estados Unidos, dessa vez em Astrofísica, seguindo seu sonho de ser astrofísica. No entanto, no segundo ano de faculdade, percebeu que sua missão estava na educação e mudou o foco de seus estudos para políticas públicas. Tabata se formou em Ciência Política com curso secundário em Astrofísica e, ainda em Harvard, passou a estudar a fundo os principais problemas da educação pública brasileira.

Em 2013, Tabata fez um estágio na Índia que lhe permitiu comparar o sistema educacional indiano com o brasileiro, e também se tornou bolsista da Fundação Estudar. Em 2014, ela e dois amigos fundaram o Mapa Educação, movimento que engaja e forma ativistas de todo o Brasil, tendo como missão a promoção de políticas públicas efetivas para a educação. Também em 2014, ela trabalhou nas secretarias de Educação de Sobral (CE) e Salvador (BA). Em 2015, ajudou a organizar a 1ª edição da Brazil Conference - evento anual organizado pela comunidade de brasileiros que estudam em Boston. Foi uma das responsáveis pelo primeiro pilar de educação da conferência. No mesmo ano, se tornou Lemann Fellow, o que lhe permitiu integrar uma rede de brasileiros que buscam soluções para os maiores problemas sociais do país, ainda que não recebesse uma bolsa, pois já contava com a bolsa de Harvard.

Com a morte do pai e a mãe desempregada durante o período da faculdade, Tabata trabalhou como babá e secretária, entre outras atividades, para poder ajudar sua família no Brasil. Ela também recebeu uma ajuda de custo da Fundação Estudar, que foi devolvida com muita gratidão com o primeiro salário de deputada.

Pouco tempo depois, Tabata viu no programa Jovem RAPS, onde foi aprovada em 2017, uma oportunidade de integrar uma rede de pessoas que querem impactar o setor público. Neste ano, também ajudou a fundar o movimento Acredito, organização suprapartidária que busca a renovação de ideias, práticas e pessoas na política.

Em 2018, foi aprovada com bolsa no programa de apoio a Lideranças Públicas Lemann/ RAPS e no RenovaBR, com bolsa. Os dois projetos têm como foco a formação de líderes públicos em diversas áreas, como economia, saúde e educação, e permitiram que Tabata se dedicasse integralmente aos movimentos sociais que havia fundado.

 

CAMPANHA

A decisão de sair candidata foi de última hora. A escolha pelo PDT se deu pelo compromisso do partido com a educação pública e por conhecer de perto o trabalho exemplar da prefeitura de Sobral (CE) na área. Foram poucos meses de muito trabalho compartilhado com cerca de 5 mil pessoas entre voluntários e apoiadores de sua candidatura.

Nas redes sociais, a presença durante a campanha ainda era pequena – cerca de 20 mil seguidores no Instagram. Muita sola de sapato e voluntários e apoiadores de todo o estado fizeram com que algo muito pouco provável fosse possível. O financiamento da campanha foi mais uma demonstração da força do coletivo: foram 429 doações, sendo que nenhuma doação representou mais do que 10% do orçamento total.

 

 

FAÇO PARTE

 

Mapa Educação: Tem a missão de garantir uma educação de qualidade para todos os brasileiros, mobilizando jovens em todo o Brasil em prol de melhores políticas públicas educacionais, com foco na política local.

 

 


Acredito: 
Movimento suprapartidário que busca renovação de princípios, práticas e pessoas na política no Brasil. Essa renovação tem como objetivo principal acabar com a desigualdade no Brasil ao gerar mais diversidade no Congresso, que deve ter a cara do Brasil com mais mulheres, negros e jovens nas lideranças.

 


Renova BR:
Busca a renovação na política brasileira, com foco no Legislativo. Recebe doações de pessoas físicas e investe em bolsas de formação de novas lideranças que queiram entrar na política. Os líderes formam uma rede e, quando eleitos, têm o compromisso de manter a honestidade, a transparência, finalizar o mandato e debater ações de impacto.

 


Raps:
A Rede de Ação Política pela Sustentabilidade tem como principal missão contribuir para a melhoria do processo político e da qualidade da democracia no país. Promove cursos de formação para novas lideranças políticas e também incentiva a troca de experiências e formação de uma visão compartilhada sobre os caminhos para o desenvolvimento sustentável.

 

Close